Make your own free website on Tripod.com
Pesca&Dicas

MALA DE PRIMEIROS SOCORROS
 


   

 

Escolher um roteiro, organizar a viagem e ainda toda a tralha de pesca, composta por varas, molinetes, carretilhas, anzóis e iscas, deixa qualquer pescador na expectativa. Mas é preciso lembrar que muitas vezes são escolhidos locais distantes de centro urbanos, onde a interferência do homem é menor e a natureza pode desenvolver todo o seu potencial. Como o acesso poder ser difícil, incluindo dias de viagem em um barco, estar prevenido com uma maleta de primeiros socorros é essencial para resolver alguns contratempos, ou então, realizar cuidados emergenciais em casos mais graves.

Pesando nas ocorrências mais comuns, como acidentes com anzol, cortes e escoriações, problemas de digestão, dor de cabeça, picadas de inseto, etc., organizei uma pequena lista de materiais e medicamentos que resolvem situações de emergência em uma pescaria. No entanto, é preciso saber com antecedência se há alguma pessoa alérgica, pois neste caso apenas certos remédios são permitidos e devem constar entre os primeiros socorros (é recomendável consultar previamente um clínico para saber exatamente como proceder).

Para cuidar de cortes e escoriações é necessário ter à mão álcool e mercúrio para desinfetar o local, além de gaze ou micropore, algodão, esparadrapo e tesoura para fazer curativo ou atadura. Se o machucado for superficial e pequeno, um band-aid é suficiente para proteger de bactérias e sujeira. Uma pomada cicatrizante também pode ser utilizada e, estando a pessoa com muita dor, um analgésico (dipirona por ex ).

Em pescarias é freqüente acontecer acidentes com anzol. Uma vez enganchado na pele, não tente puxá-lo. Será preciso um alicate de corte para facilitar a extração, devido à ponta farpada, que pode machucar ainda mais se o anzol for puxado em sentido contrário. O melhor e empurrá-lo até que a ponta saia para fora. Então, corte a farpa com o alicate e retire o resto do anzol cuidadosamente. Por ser um processo doloroso, o suo de Xilocaína é indicado, desde que aplicado por uma pessoa que conheça os procedimentos de primeiros socorros. Existem técnicas e dosagens específicas do sedativo que devem ser respeitadas.

Para outros tipos de mal-estar, como enjôo, dor de cabeça, febre, dores localizadas e disfunções intestinais, é recomendável levar um antidiarréico (Floratil), antiemético (Plasil), antiinflamatório (Cataflan) e antitérmico (novalgina) ou genéricos com os mesmo princípios ativos. Nesses casos, as providências servem para aliviar o mal-estar, podendo não resolver por completo o quadro. Persistindo os sintomas, o melhor é encaminhar a pessoa para cuidados médicos.

Em casos de emergência, mantenha a pessoa calma e a encaminhe o mais rapidamente para um posto de saúde. Nos demais casos, seja prudente levando consigo os primeiro socorros, além de um manual de como proceder em situações de emergência. Estando prevenido, torna-se mais fácil lidar com tais eventualidades.

Os medicamentos citados servem como exemplo, podendo variar. Apenas cuidado com as contra-indicações, descritas na bula, e com o prazo de validade dos remédios que preferir utilizar.

Matéria do Dr Marcelo Guazzelli – Clínico e Médico Cardiologista.

voltar

   
| PESQUEIROS | NÓS PARA PESCA | RIO GUARAÚ | ARTIGOS | BUSCA FONES | TEMPO |
| HOME | RECEITAS | FOTOS | SPLIT SHOT | MASSAS | BUSCA CEP | E-MAIL | GIRADOR | EMPATE DE AÇO |
© Copyright - 2002-2003 - Pesca & Dicas - All rights reserved